Diário, diário meu...

Diário, diário meu...

Total de visualizações de página

terça-feira, 24 de julho de 2012


BOTECO

( SEM NOME? )

Gente que entra
Gente que sai
Mentes inquietas
Exposição física
Olhos que procuram
Mãos que se agitam
Copos cheios
Copos vazios
Corpos que bailam
Que se insinuam
Ao som que contagia
Muitos falam
Outros calam
Risos
Procura constante
Conquistas
Mãos que se unem
Abraços
Bocas que se atraem
Encontros
Desencontros
Artistas que se revezam
Talentos diversos
Conjugados na mesma linguagem:
Paixão pela música!
E nesse afã
Muitos cantam, outros se encantam
Pedem uma música em especial...
Garçonetes ligeiras (ops, tem um garçom...)
Percorrem as mesas
Servindo ("mais uma?")
Divertindo (sacode a garrafa!)
Amigos se reúnem
Amizades se fazem
Amores acontecem
Paqueras...
Pequeno espaço
De decoração peculiar
Democrático
Boa música
Gentes diversas
Que aconchega
Embala
E aproxima seus frequentadores,
Em grande parte, assíduos,
Conhecidos,
Da casa, diria até!
De repente:
"Quer uma mesa?"
"Olha o docinho!"
"Tá faltando alguma coisa?"
(Bem que, às vezes, dá vontade de dizer que sim! Que falta aquele que seria o par ideal...)
Sacode a garrafa...
"Outra cerva, por favor?"
E a noite...
Longe vai...