Diário, diário meu...

Diário, diário meu...

Total de visualizações de página

quinta-feira, 30 de abril de 2015



DIA TRISTE

Tristeza...
De repente, a avassaladora tristeza!
Acontecimento que se anunciava,
silenciosamente,
mesmo que se negasse.
Fugia eu, daqui,
dali,
sem querer entender o porquê!
E o inevitável
acontece...
inexorável! Acontece...
Seria para não relembrar situações passadas?
Medo de sentir doer o coração,
de novo, vendo no outro tudo que outrora também passei?
Não sei...
Sei apenas que, covardemente,
me escondi
atrás de desculpas covardes.
Lá no fundo, um receio, um medinho, me assombrava...
Adiei...
Adiei...
Quando decidi...
tarde demais!
Até para dizer "adeus",
foi tarde demais!
Poxa vida, dona vida,
que peça me pregaste hoje...
Deu tudo errado!
Comunicações não comunicadas!
Telefone errado!
Horários indisponíveis...
E a vida tão breve... brevíssima!
Fazendo-se... Escorrendo... Escoando...
O tempo urge!
O tempo é cruel!
Que aprendamos, todos, a lição: a vida não espera!
Segundo Clarice Lispector: é um sopro!
E assim, ficamos... assistindo a isso: à vida passando...
As pessoas indo...
Nossos queridos nos acenando...
Mais uma vez ficamos órfãos...
E assim vai sendo...
( Minha querida tia Maria Terezinha Brum Chaves!) - 29/04/2015 -
Meus sentimentos, dedicada e guerreira prima Mariza Chaves, Renato Chaves, ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário