Diário, diário meu...

Diário, diário meu...

Total de visualizações de página

segunda-feira, 21 de março de 2016


SOLIDÃO...

És meu destino?
Minha sina?
Meu fantasma a me perseguir
pelas noites vazias
pelos dias sem horizontes?
A me espreitar
em sonhos impossíveis
pesadelos reais?
Nas ruas
Nas esquinas
Nos bares...
Quando me olho no espelho
te percebo
Fantasma/solidão
sempre comigo
sozinha
ou na multidão
Eu fujo
Te engano
Escapo
Qual cão e gato
Assim vivemos
Um na caça
Outro na fuga.
Vez em quando
nos deparamos
nos olhamos
nos encaramos...
Dura algum tempo
Suficiente para sentir teu hálito
Tua pesada presença!
E...
passamos!
Cada qual para o seu lado
Seu rumo.
Até outra hora!
Até!

Nenhum comentário:

Postar um comentário